Um Blog de percepções, de afetos e algumas bobagens cotidianas.

domingo, 30 de novembro de 2008

fssszzzzz

Sábio Cortázar.

"Como se se pudesse escolher no amor, como se o amor não fosse como um raio que te parte os ossos e que te deixa petrificado no pátio. (...) Não se pode escolher Beatriz, não se pode escolher Julieta. Tu não escolhes a chuva que te vai ensopar até aos ossos quando sais de um concerto."

Afirma-se mais uma vez a teoria de que o amor é uma experiência de quase-morte.
Morremos algumas vezes na vida? Ou morremos apenas uma?

Fica a dúvida.


sábado, 29 de novembro de 2008

eu, marcia e o vazio. bienal da tristeza.

"...Por mais que o vazio possa até ser uma boa proposta (algo que nos faria discutir), o vazio não está ali nem enunciado, nem discutido. Todo vazio tem seu nome: tristeza, angústia, abismo, silêncio, descaso… Talvez tudo isso se apresente ali como “pobreza”. A bienal poderia enunciar o vazio e discuti-lo, mas o que há por lá está muito aquém de possibilitar isso. Eis, pelo que pude ver, que a verdadeira marca da Bienal é a pobreza. E esta pobreza é pobre demais, pois se a pobreza fosse enunciada pelos artistas ela seria de certo modo rica."

E esse foi o comentário da Marcia Tiburi (que me foi indicado pela Luana, já que ela parecia ter a mesma opinião que eu sobre a experiência artística incompleta que tivemos) no seu blog sobre a Bienal que me deixou no frio, no vazio, com uma tristeza na alma que não conseguiu completar o seu ciclo de criação.

Estivemos em sintonia, eu a Marcia e todos que por lá passaram. E mesmo que a maior experiência desta bienal tenha sido o enorme escorregador no maior estilo parque aquático sem água...até aquilo dava frio (na barriga, mas dava frio.).

bom dia

o sol pingando pela minha janela inunda o quarto.

me afogo na luz.

acordo.

a bienal do vazio


depois do túnel escorregador essa da foto foi a "obra" mais divertida da Bienal, que por sinal, este ano, me encheu de vazio.

o lance era mais ou menos assim, tu ia lá, colocava luvinhas de mickey e selecionava oito fotos de tantas que estavam disponíveis em prateleirinhas brancas.

depois tu colocava elas em uma mesa-scanner, dava um título para a seleção e elas eram impressas, transformadas em um livrinho.

no meu caso o processo parou no terceiro parágrafo, pois depois de uns vinte minutos escolhendo fotinhos, no momento de colocar as fotos na mesa, a monitora me olhou e disse "estamos em falta de papel".

é vazio demais pro meu gosto.



Eu olhando para além do vazio.

Kika brincando no vazio.

domingo, 16 de novembro de 2008

PACMAN EM MANHATTAN??



Ah, isso é uma das coisas mais loucas dos últimos tempos.
Lembra do Pac-man? Como não, né...acho que foi o primeiro joguinho do meu Attari...pois olha o que os americanos inventaram nessa onda de jogos virtuais-atuais.

Pac-manhattan é um jogo urbano de grande porte, que usa as ruas de Manhattan para recriar o conhecido jogo de video-game oitentista Pac-Man. A idéia foi desenvolvida pela NYU no curso de Telecomunicações interativas e seu objetivo era explorar o que acontece com os jogos quando são removidos de seu "pequeno mundo" dos computadores e relocados para as ruas das grandes cidades.
Um jogador vestido de Pac-man recolhe "pontos", enquanto outros jogadores vestidos de " fantasmas", tentam capturar o Pac-man antes que todos os pontos sejam recolhidos.
Os pontos são virtuais e podem ser acessados somente na internet, por isso existe para cada jogados um "controller", ou seja, um parceiro de jogo que fica orientando o jogador da cidade através de um celular. Dessa forma, o jogo também pode ser acompanhado por quem estiver online.

Eu juro que gostaria de ver isso acontecendo..

sábado, 15 de novembro de 2008

Pela beleza do que aconteceu a minutos atrás

A premiação...liderada por Jaque Bueiro...

Os troféus especialmente criados pela NINA MORAES...

As amigasss... Débora Tessler, Sissi Gavillon, Cassia Villasboas, Cami Farina...

Os Marias...Rodrigo Saling, Leo Garcia, Cami, Cassia, Rafa Tombini, Luiza Ollé...

Tudo isso e muito mais fez parte da...

FESTA DE DOIS ANOS DA MARIA CULTURA
Eterna
MARIA.

Dois anos de Maria Cultura (e parece que foi ontem) comemorados com mais de 500 amigos no Porão do Beco, fechado especialmente para a festa. Com direito a mini-tortinhas de bolacha Maria recheadas com um creme de chocolate e licor "Tia Maria", como não poderia deixar de ser.

APOIO:
Abadessa
Tortaria
Ideograf
Nina Moraes

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

GESTÃO CULTURAL NA VEIA

Para quem se interessa pelo assunto, estamos colocando no ar um baita blog do curso de Gestão Cultural da Unisinos !
Nesse blog você confere atualidades, informações sobre editais, concursos e eventos na área cultural e ainda participa de promoções incríveis (em parceria com a Opus e com o Santander Cultural) concorrendo a ingressos, livros e outros mimos muito interessantes!
Para os amantes da cultura como eu, isso é uma mão na roda, já que dá uma preguiça grande ficar correndo atrás de informações atualizadas, né.

acesse!!!