Um Blog de percepções, de afetos e algumas bobagens cotidianas.

segunda-feira, 17 de março de 2008

tutu e saiote

tenho...

tenho muita vontade de dançar de vez em quando
mas queria mesmo era ser bailarina
sempre quis
tutuzinho e coque
meia rosinha que grudava no parquet
sorriso desdentado que às vezes escapava e revelava a aprendiz que eu era
brilho no olho
palco iluminado
eu e minha avó, na Ospa

minha avó, querida
ela que me iniciou na vontade
me deu o saiote
as sapatilhas cor-de-rosa
mas também, sem intenção e sem saber
acabou com meu sonho de bailarina
me esqueceu na escolinha, quando lembrou, estava eu
sentadinha
chorandinho
já sem sapatilha

achei que ela fosse me deixar
crianças são tão frágeis
ela não me deixou
o que me deixou foi a coragem de voltar lá e continuar
a coreografia do sonho.

caí do pliet.
na realidade.

quinta-feira, 13 de março de 2008

Wooden Dolls

Sonho de consumo?
Não tenho muitos. Vontade de ter algumas coisas, mas daquelas só pra ficar olhando, contemplando ali na prateleira mesmo, sim. Se isso for classificado como um sonho de consumo, okey. Me rendo.
Esses dias recebi de um amigo que foi pra Tokyo um link para visitar uma loja que ele viu pessoalmente (quem sabe em breve..). Mas me diverti tanto, mas tanto com meu tour virtual, que fiquei com vontade de ir mesmo pro Japão, só pra entrar nessa loja maravilhosa de design, a HHStyle.
(http://www.hhstyle.com).
Uma das coisas que mais me chamaram a atenção no site foram essas bonecas de madeira do Alexander Girard.
São de chorar num cantinho.


Olha a embalagem! Pirei na serigrafiazinha gestalt na tampinha da caixa, que deve ser de madeira também.


Eu queria, sim...

quarta-feira, 12 de março de 2008

AS ESTRELAS versus A SARJETA

"Todos estamos na sarjeta, mas alguns olham para as estrelas."

(Frase de Kilmayr, figuraça central do curta-metragem Kilmayr, de Márcio Schenatto. Jornal Pioneiro, 16 de maio de 2006)

Aproveito pra trazer aqui o meu Gelaskin preferido, da Koreana Amy Sol.
Só falta comprar o Ipod, pq colocar isso no meu Maczinho tão branquinho me deu arrepios.

terça-feira, 11 de março de 2008

OBRIGADA BBB

Inventei de entregar a dissertação e me entregar ao BBB.
Completamente sugada pelas lentes sanguessugas da rede globo, saboreando cada minuto da irracionalidade humana.
Nunca pensei que eu seria consumida pela loucura de ficar torcendo pela Gi, enxergando um completo psicopata social no Marcelo.
Agora...o paredão final.

Quem vai, quem vai...??

Ninguém é mocinho, ninguém é vilão. Dois personagens da vida cotidiana. Dois reais personagens tirados da realidade pelo vídeo, pela TV.
Ai, que doidera.
E se a gente vivesse assim com nossos colegas, nossos parentes, nossos amigos.
Ninguém passaria no teste das 4 paredes x 24h x sei lá quantos meses + uma câmera registrando tudo impetuosamente. Tenho certeza.

Foi o Marcelo.

Eu cheguei a torcer por ele. Só que essa semana ele se mostrou. Mas será que se mostrou mesmo?Ou será que de perto ninguém é normal?Somos atores.

Somos atores.