Um Blog de percepções, de afetos e algumas bobagens cotidianas.

terça-feira, 6 de novembro de 2007

passou








quando eu digo que eu queria ser um passarinho
eu não to mentindo, queria mesmo
fiquei pensando se eles realmente se sentem livres...só porque voam...

quando eu sinto que os pés estão muito enterrados no chão
eu tranco as portas do carro, fecho bem o vidro
toco frusciante bem alto
e grito.

mas grito mesmo. daí passou. e tudo começa



outra vez.

Um comentário:

Lua disse...

Minha amiga linda, pra mim você é um passarinho livre! ;-)