Um Blog de percepções, de afetos e algumas bobagens cotidianas.

domingo, 30 de novembro de 2008

fssszzzzz

Sábio Cortázar.

"Como se se pudesse escolher no amor, como se o amor não fosse como um raio que te parte os ossos e que te deixa petrificado no pátio. (...) Não se pode escolher Beatriz, não se pode escolher Julieta. Tu não escolhes a chuva que te vai ensopar até aos ossos quando sais de um concerto."

Afirma-se mais uma vez a teoria de que o amor é uma experiência de quase-morte.
Morremos algumas vezes na vida? Ou morremos apenas uma?

Fica a dúvida.


Nenhum comentário: