Um Blog de percepções, de afetos e algumas bobagens cotidianas.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

uma compilação maravilhosa das bizarrices geniais de Tim Burton



É claro que Tim Burton merecia um reconhecimento para além do mundo do cinema, pois o cara é um verdadeiro artista multidisciplinar, com uma genialidade que transcende as telas, entrando no mundo da ilustração, passando pelo mundo das letras (ganhei o genial livro de poesias), da fotografia e explodindo no cinema com suas criaturas docemente bizarras.


Pois reconhecido pelo MOMA, ele acaba de ser homenageado com uma mostra que traz a retrospectiva de sua carreira, mostrando mais de 700 exemplares de desenhos - desde que Burton era apenas uma pequena e terrível criança prodígio, até os dias de hoje -, fotos, pinturas, anotações, storyboards, videos, figurinos, além da extensa filmografia do "rapaz", que já faz 27 anos de carreira.

Mais sobre a mostra, pode ser lido no site Cool Hunting, que traz uma entrevista ótima com o curador Ron Magliozzi.

(direto do Wikipedia, embora eu saiba que pode não ser uma fonte segura, resolvi acreditar)

Burton é o primeiro dos dois filhos de Bill Burton e Jean Erickson. Burton descreveu sua infância como peculiar, imaginativa e perdida em seus próprios pensamentos. Ele achava a vida doméstica e a escola difícil, participava de um grupo chamado OW SHIT STUDIOS (O.S.S) e fugia da realidade do cotidiano lendo livros sombrios de Edgar Allan Poe e assistindo a filmes de terror de baixo-orçamento, que mais tarde homenagearia na sua biografia de Edward D. Wood, Jr.. Outra figura cinematográfica de importância na infância de Burton é Vincent Price, cuja filmografia influenciaria a carreira do diretor.

Após o colegial, ele ganhou uma bolsa da Disney para estudar no Instituto das Artes da Califórnia em Valencia, Califórnia. Ele estudou Animação por três anos e foi então contratado pelo Walt Disney Studios como aprendiz de animador. Trabalhou no desenho The Fox and the Hound, mas estava insatisfeito com a direção artística do filme. Mesmo assim, foi no período que trabalhou na Disney que Tim Burton criou e dirigiu sua primeira curta-metragem Vincent, com o personagem principal baseado no ator Vincent Price. Mais tarde, o diretor trabalhou no seu segundo curta-metragem Frankeweenie, que conta a história de um menino que ressucita seu cachorro. Mesmo com enredos pouco infantis, Tim Burton teve espaço para criar o poema e as ilustrações que seriam a base para O Estranho Mundo de Jack, um dos seus maiores sucessos.

O seu apego ao horror com sua habilidade para a comédia Burton conciliou três anos depois em Os Fantasmas se Divertem (Beetlejuice). Foi com esse filme que o diretor finalmente se destacou e foi chamado para realizar uma super-produção: Batman, em 1989, que mais tarde teria a continuação Batman - O Retorno (Batman Returns), também com a direção de Tim Burton. Com a carreira em alta, o diretor resolveu filmar seu projeto pessoal intitulado Edward Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands), sobre um rapaz que tem tesouras no lugar das mãos. Para o projeto, Tim Burton chamou o ator Johnny Depp, que seria seu maior colaborador durante a carreira do cineasta. Depp seria novamente chamado, dessa vez para estrelar a cinebiografia de Ed Wood, considerado o pior diretor de todos os tempos.

Após esse período, o diretor passou por baixar em filmes que pouco renderam, como Marte Ataca! (Mars Attacks!) e Planeta dos Macacos (Planet of the Apes). Tim Burton melhorou sua carreira em 1999 após lançar o filme A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (Sleepy Hollow), sobre uma cidadezinha que sofre uma série de assassinatos. Sua carreira continuou em alta depois de Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas (Big Fish). Mais tarde, Burton voltaria a animação stop-motion com A Noiva Cadáver (Corpse Bride). Nessa época, o diretor regravou um clássico dos anos 60, A Fantástica Fábrica de Chocolate (Charlie and the Chocolate Factory), novamente com a participação do ator Johnny Depp.

Tim Burton é casado com a atriz Helena Bonham Carter e tem dois filhos com ela: Billy de 4 anos, e recentemente o casal teve uma menina, chamada Nell.

Apesar de, segundo sua mulher, Tim não gostar de musicais, atualmente ele dirigiu o filme, Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet, que foi bem recebido pela crítica, sendo indicado ao Oscar 2008 em algumas categorias, ganhando a categoria Direção de Arte, graças ao belíssimo trabalho do diretor. A paixão pela versão original do musical para teatro, segundo Helena Bonham Carter foi uma das coisas que os dois tinham em comum e que ajudou a uní-los.

Atualmente, Tim Burton está trabalhando no filme Alice no País das Maravilhas que será produzido pela Disney, e que conta com um excelente elenco de renomados nomes, como o amigo do diretor, Johnny Depp, sua esposa Helena Bonham Carter e a atriz Anne Hathaway.

PARA QUEM PUDER, por favor, não perde (depois me conta):

Tim Burton Retrospective
22 November 2009-26 April 2010
Museum of Modern Art
11 West 53rd Street
New York, NY 10019 map
tel. +1 212 397 6980‎

Um comentário:

Raquel disse...

Foi lançado tb "9", dirigido por ele. Se passa em um mundo paralelo ao nosso, onde o legado da humanidade está ameaçado. Um grupo de bonecos, vivendo em um mundo pós-apocalíptico, encontram o boneco 9 (Elijah Wood), que exibe qualidades e liderança que podem ajudá-los a sobreviver neste mundo hostil.

O site oficial é: http://www.filminfocus.com/focusfeatures/film/9/splash/

Trailler oficial:
http://www.youtube.com/watch?v=OnoJecu9e7c

Cami, valeu a dica, vou tentar passar lá no dia da volta, já que vou ter que ficar uma tarde inteira até o voo...rsrsr bjs